_

Nesta data, em 1933, o presidente Getúlio Vargas, assinou o decreto 23.133 que regulamentou a profissão e o ensino da Medicina Veterinária no país.

Os médicos-veterinários, reconhecidos pela sociedade em geral como médicos de cães e gatos, são profissionais muito mais complexos. Vamos aos fatos sobre a profissão.

Todos os dias de manhã, ao acordar, você se depara com uma mesa no café da manhã rica da presença do trabalho do médico-veterinário, pois, todos os produtos de origem animal consumidos passam pelo controle higiênico-sanitário e tecnológico deste profissional, visando proteger a saúde dos consumidores. Então, a qualidade dos alimentos que você consome são garantidos por este profissional.

A produção animal, a reprodução, a genética, a sanidade, a pesquisa, o ensino nas mais diversas cadeias produtivas do mundo animal também são da nossa responsabilidade.

O médico-veterinário é responsável pela defesa agropecuária prevenindo, controlando e até erradicando doenças que podem afetar a saúde animal, humana e ambiental.

Hoje, o mundo inteiro discute e pratica a saúde única, conhecida como one health, pois, reconhecemos não mais ser possível tratar de forma dissociada saúde animal, humana e ambiental.

Em 2018, apenas o mercado pet – dos pequenos animais – movimentou no Brasil, cerca de R$ 34 bilhões. Para este ano, a previsão é de R$ 36 bilhões. Outras cadeias produtivas como a bovinocultura atingem cifras estratosféricas. As exportações brasileiras de carne alcançam o primeiro lugar no mundo, e contribuem com o superávit da balança comercial e no aumento das reservas cambiais brasileiras.

Pesquisas nas áreas de genética, reprodução, sanidade dos produtos de uso veterinário são cada vez mais promissoras. Estudos e cuidados com o meio ambiente demonstram que os cuidados com os animais são indispensáveis para garantir a saúde de todos. Precisamos garantir essa harmonia e evitar que as zoonoses – doenças transmitidas do animal para o homem – saiam do controle.

Neste ano, o Sistema CFMV/CRMV’s completa 50 anos. Logo, comemoramos meio século de Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado da Bahia, que regulamentou o registro profissional, garantindo a segurança de que apenas os bons profissionais executem suas atividades, protegendo os próprios médicos veterinários e a sociedade dos maus profissionais e do charlatanismo.

A Medicina Veterinária é um sacerdócio, é uma paixão. Parabéns merecidos a todos os médicos e médicas veterinárias da Bahia e do Brasil.

Altair Santana de Oliveira
Médico-Veterinário e Presidente do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado da Bahia (CRMV-BA)