A criação de empregos no estado durante o mês de abril foi puxada pelos setores da agropecuária e da indústria de transformação, que geraram, cada um, mais de 2,4 mil postos de trabalho.  Os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) foram sistematizados pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI).  No total, foram gerados no estado 10.093 postos de trabalho com carteira assinada, no mês passado. Foi o maior saldo do mês de abril desde 2014. No Nordeste, apenas a Bahia e o Maranhão alcançaram saldos positivos no acumulado do ano.