O fim do horário de verão será analisado pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) na próxima semana. Conforme informou Ministério de Minas e Energia, foi solicitado um estudo para avaliar a manutenção da mudança do horário entre os meses de novembro e fevereiro. Apesar de não comentar qual será a recomendação do ministro Bento Albuquerque, responsável pela elaboração do relatório, a pasta afirma que o documento será entregue até o fim da próxima semana. Por se tratar de um decreto, a extinção do horário de verão dependerá de decisão do presidente. O horário de verão foi adotado pela primeira vez no país no no fim de 1931, com a finalidade de economizar energia elétrica nos meses mais quentes do ano. Ele foi aplicado sem interrupção nos últimos últimos 35 anos. Com informações da Folha.