WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
paulo filho crm



pax perfeicao
costa pra rua

fevereiro 2019
D S T Q Q S S
« jan   mar »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
2425262728  

supermercado adonai campanha lacre solidario casa bella mariana calçados dr marcus vinicius xavier urologista casa de carnes o bananal farmacia cinquentenario

:: 25/fev/2019 . 18:16

Policiais civis e federais protestam contra mudanças propostas na Reforma da Previdência


Entidades que representam policiais civis e federais vão procurar o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), para falar sobre a reforma da Previdência, de acordo com a coluna Painel, do jornal Folha de Paulo. O presidente da Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal, Edvandir Felix de Paiva, na quarta-feira (20), antecipou ao diretor-geral da PF, Maurício Valeixo, a insatisfação da categoria. “A aposentadoria é a única coisa palpável que o policial tem. O resto é dificuldade no orçamento, no trabalho, e morte”, afirmou. Ainda na semana passada, Paiva levou recado semelhante à Casa Civil.

MEC ordena que alunos cantem hino e que escolas filmem ação

O Ministério da Educação (MEC) mandou nesta segunda para todas as escolas do País um email pedindo que as crianças sejam perfiladas para cantar o hino nacional e que o momento seja gravado em vídeo e enviado para o governo. De acordo com o Estadão, o e-mail pede ainda que seja lida para elas uma carta do ministro Ricardo Vélez Rodríguez, que termina com o slogan do governo “Brasil acima de tudo. Deus acima de todos”. Prezados Diretores, pedimos que, no primeiro dia da volta às aulas, seja lida a carta que segue em anexo nesta mensagem, de autoria do Ministro da Educação, Professor Ricardo Vélez Rodríguez, para professores, alunos e demais funcionários da escola, com todos perfilados diante da bandeira do Brasil (se houver) e que seja executado o hino nacional”, diz o texto. A carta foi enviada para escolas públicas e particulares do país.

Haddad descarta concorrer a prefeito de São Paulo em 2020


Ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT) descartou a hipótese de concorrer novamente pelo cargo em 2020, segundo o jornal O Globo. Em 2016, o petista foi candidato à reeleição e acabou derrotado no primeiro turno pelo atual governador de São Paulo, João Doria (PSDB). De acordo com a publicação, a ideia de ter o petista na disputa foi manifestada pelo ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Para Haddad, competir não traria nenhuma vantagem no projeto político dele. Se ganhar, fica preso ao cargo até 2024 e não teria como tentar a Presidência da República em 2022. Se perder, veria enfraquecido o seu capital político de 47 milhões de votos obtidos em 2018.

IR: programa de declaração já está disponível

O Programa Gerador da Declaração (PGD) do Imposto de Renda Pessoa Física, foi liberado pela Receita Federal, às 8h desta segunda-feira (25). O contribuinte pode preencher a declaração e aguardar o início do período de envio, que vai das 8h do dia 7 de março até as 23h59 de 30 de abril de 2019, pela internet. A declaração pode ser elaborada de três formas: pelo computador, por meio do PGD IRPF2019, disponível na página da Secretaria da Receita Federal do Brasil na internet. Também é possível fazer a declaração por meio de dispositivos móveis, como tablets e smartphones. O acesso é pelo aplicativo Meu Imposto de Renda, que ficará disponível nas lojas de aplicativos Google play, para o sistema operacional Android, ou App Store, para o sistema operacional iOS. Segundo a Receita, o aplicativo para a declaração deste ano ficará disponível ao longo do dia de hoje, sem um horário definido. O serviço Meu Imposto de Renda também está disponível no Centro Virtual de Atendimento (e-CAC) no site da RFB na internet, com o uso de certificado digital.

TRE-BA nega foro privilegiado a Wagner e decide arquivar inquérito da Lava Jato

A juíza Patrícia Cerqueira Kertzman Szporer negou, em decisão monocrática, a subida da investigação da Lava Jato contra o ex-governador e senador Jaques Wagner ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O pedido foi feito pelo Ministério Público Federal. Na decisão, a magistrada argumenta que os fatos noticiados teriam ocorrido, em tese, durante a campanha ao governo do Estado. “Em razão do mesmo, resta afastada a hipótese de foro por prerrogativa de função”, indica. Ainda de acordo com a juíza, não há “elementos indiciários mínimos” contra o político. Wagner era acusado pelo Ministério Público Federal (MPF) de receber US$ 12 milhões em caixa 2 para a campanha de 2010, um relógio no valor de US$ 20 mil, além de repasses, também não registrados, de R$ 10 milhões.

radio ativa digital

paulo filho crm

pet shop porto das racoes

super moda

Alameda Rui Barbosa
Centro de Itapetinga
(77) 3261-9815


nutri acai

ki docura

leo moveis

gol bet

samuel veiculos

scala fashion

pax perfeicao


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia