O vereador Edvaldo Brito (PSD) criticou nesta terça-feira (12) a “constante queda de quórum e encerramento da sessão na Câmara Municipal”, quando as bancadas independente e de oposição estão inscritas para ocuparem a tribuna. Segundo ele, “a ampla maioria que apoia o prefeito [ACM Neto] utiliza-se dessa vantagem e se ausenta do plenário, derrubando a sessão, impedindo que o debate seja feito sobre as principais questões da capital baiana”. O pessedista alega que essa teria sido a “manobra” utilizada nesta terça. “É preciso pacificar a interpretação dessa questão agora, no Regimento, pois a sessão deve continuar, mesmo que só haja apenas um vereador em plenário. Como está, com interpretação dúbia do Regimento, o prefeito utiliza a sua ampla maioria e encerra a sessão, impedindo os debates que trarão soluções para as questões cruciais da nossa cidade”, concluiu Brito.