WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
costa pra rua

abril 2018
D S T Q Q S S
« mar   maio »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

campanha lacre solidario casa bella posto zona sul mariana calçados dr marcus vinicius xavier urologista dr thiago novais casa de carnes o bananal farmacia cinquentenario climasul

:: 16/abr/2018 . 14:51

Sem Neto, deputados estaduais do DEM se preocupam com reeleição

A decisão de ACM Neto (DEM) de não disputar o governo do Estado deixou os deputados do Democratas na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba) com sinal de alerta ligado. Se antes a expectativa era de que o partido fizesse uma das maiores bancadas na Alba, agora a situação mudou, e poucos nomes são dados como certos para a próxima legislatura. Conforme apurado, os mais preocupados são os deputados Pablo Barrozo e Luciano Ribeiro. Por outro lado, Sandro Régis, apesar de contar com a perda de votos em comparação com o último pleito, não deve ter grandes dificuldades para se reeleger, assim como Alan Sanches, Tom Araújo e Targino Machado. Fábio Souto, avaliam articuladores do DEM, é uma incógnita. Entre os postulantes a primeiro mandato na Alba, Léo Prates e Alexandre Aleluia são dados como certos na Casa em 2019. A oposição, de modo geral, sem um nome forte para encabeçar a chapa, calcula fazer cerca de 18 deputados. Em um cenário de tragédia, 16. Antes, quando havia a possibilidade de ACM Neto ser o candidato, os mais otimistas apostavam em uma bancada próxima dos 30 integrantes.

Bahia.ba

Cartão Material Escolar para quem recebe Bolsa Família é aprovado na CAS


A Comissão de Assuntos Sociais (CAS) aprovou nesta quarta-feira (11) o projeto da senadora Lúcia Vânia (PSB-GO) que concede aos beneficiários do programa Bolsa Família (PBF) o Cartão Material Escolar (PLS 122/2013). Como a proposta recebeu decisão terminativa na comissão, poderá seguir diretamente para a análise da Câmara dos Deputados, se não for apresentado recurso para que seja votada pelo Plenário do Senado. O senador Otto Alencar (PSD-BA) apresentou relatório favorável à proposta, com emendas. O texto aprovado determina a transferência direta de recursos às famílias que fazem parte do programa Bolsa Família, que tenham em sua composição crianças e adolescentes entre 4 e 17 anos, matriculados em escolas públicas. O auxílio terá a forma de cartões magnéticos fornecidos aos pais e baseia-se no programa Cartão Material Escolar, que existe no Distrito Federal desde 2013. Pelo projeto, esses cartões terão a função exclusiva de débito e só poderão ser usados em estabelecimentos credenciados pelo sistema de ensino. Os valores disponíveis variarão de acordo com as etapas da educação básica e as modalidades em que estejam matriculados os alunos, além de considerar o custo médio do material escolar no respectivo estado. Os recursos deverão vir de convênios firmados pelo governo federal com os governos estaduais e municipais, previsto o apoio por meio das destinações que visam ao desenvolvimento e manutenção do ensino, além de outras rubricas orçamentárias. – O projeto é bom e tem uma grande vantagem: baseia-se em uma experiência já testada e aprovada, no caso o Cartão Material Escolar no Distrito Federal. Promove a autonomia cidadã no país – afirmou Otto Alencar em defesa da proposta. Na justificativa do projeto, Lúcia Vânia mencionou o impacto positivo que a medida pode ter na dinamização do comércio em municípios mais pobres do interior do país, por meio da circulação dos recursos destinados à educação.

nutri acai

subway

ki docura

leo moveis

gol bet

samuel veiculos

scala fashion

pax perfeicao

lopes outdoor

pax perfeicao


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia